terça-feira, 19 de março de 2013

Homens depois dos 50, mais atenção sobre a Próstata



É normal, nos dias de hoje,  que 1 em cada 4 homens com mais de 50 anos, tenha problemas na próstata.

O estudo aponta que 25% dos homens com mais de 50 anos tem a chamada hiperplasia prostática benigna (HBP), que é o aumento da próstata e, depois dos 65 anos, este número cresce para 30%. A partir dos 80 anos, a taxa de incidência da doença chega a 90%.

O diagnóstico é realizado por meio do teste de PSA (antígeno prostático específico), exame laboratorial que mede os níveis desta substância e serve como um marcador biológico, além do exame físico da próstata, conhecido por "toque" ou através de uma ecografia prostática. E é importante que os homens façam exames periódicos a partir dos 45 anos de idade.

A próstata é a glândula responsável pela produção do esperma e pesa cerca de 20 gramas. O crescimento dela é normal ao longo dos anos, entretanto, quando a próstata aumenta invade os tecidos vizinhos, a bexiga e a uretra ficam comprimidas e provocam o primeiro sintoma da doença, que é a dificuldade em urinar. A capacidade de retenção da bexiga também é reduzida e o homem passa a sentir necessidade de ir urinar com mais frequência, principalmente à noite.

Portanto, é imprescindível que os homens a partir dos 45 anos, façam check-ups anuais, pois quanto antes se descobre a doença, mas eficaz é o tratamento.


O tratamento pode ser:


- O Convencional, que é o que é normalmente receitado pelos médicos, através de drogas medicamentosas ( fármacos) ou através da cirurgia. Ambos têm efeitos secundários desagradáveis ao homem que se refletem no seu desempenho sexual (castração química) e, também, na sua saúde geral.

- O Nutricional  (Terapia de Nutrição, uma ciência recente mas cada vez mais aplicada no tratamento de doenças crónicas), que actua directamente sobre a causa do problema (HBP) sem prejudicar ou provocar efeitos colaterais, ajudando a próstata a recuperar o seu nível normal de peso e do PSA, assim como a  recuperar a actividade sexual, até então perdida ou diminuída. É neste sentido que o "SSP3-forte", um suplemento nutricional natural, actua na próstata e se tem revelado muito eficaz, desde 1995 ano em que foi lançado no mercado..