quinta-feira, 7 de março de 2013

Pressão Arterial e a saúde da Próstata



Medicamentos (fármacos) para o tratamento da Pressão Arterial prejudicam a Próstata

O que poucas pessoas sabem é que a pressão arterial elevada não é uma doença, é um sintoma.

Mas a medicina ocidental tem um péssimo hábito de receitar fármacos para tratar sintomas, ao invés de diagnosticar e tratar o problema subjacente.

Então, eles ( os médicos convencionais) estão realmente apenas mascarando um sintoma, não revertendo a causa subjacente. Assim, o doente continuará sempre doente. Apenas controla a situação artificialmente com o fármaco, iludindo-se que está a ser "curado".

Por que eles fazem algo assim?

Porque há muito dinheiro para ser feito no negócio de tratamento de sintomas nas doença crónicas.  Uma solução duradoura não faria ganhar tanto dinheiro á industria farmacêutica.

Mas os tratamentos desses "sintomas" vêm com consequências (feitos colaterais) terríveis. E, se você está a tomar medicamentos para pressão arterial ou afinar o sangue, então você sabe ( ou deveria saber) o que eles podem causar, porque está tudo escrito nas bulas:

  • Cefaleias, tonturas e náuseas
  • A diarreia ou prisão de ventre
  • Fraqueza
  • Redução do apetite ou ganho de peso
  • Impotência
  • Aumento da próstata (HBP)
  • Depressão
  • Insuficiência renal ou hepática

... e tudo sem nunca inverter a real causa de sua pressão arterial elevada.

Isto é o que a medicina moderna lhe oferece como uma "cura"?!

A solução natural?
Resposta
  • 1 cápsula de 1000 mgs de óleo de fígado de bacalhau (ou de salmão) por dia, com o almoço. 
  • Exercício 3 dia por semana, 
  • Muito poucos hidratos de carbono (batatas, massas, arroz branco, grão e feijão) nas suas refeições, mais legumes (sobretudo crucíferas) e frutas.
  • Pouco ou nada de café, sal e álcool 
  • Não fumar. 
  • Beber mais água, acrescentar este hábito:sempre 2 grandes copos antes de qualquer refeição.

Tudo isto, SEM efeitos colaterais danosos para a sua saúde.
Bem fácil, não?