quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Consequências dos Tratamentos habituais para a Hiperplasia Benigna da Próstata


Tratamentos convencionais (normalmente receitados) para a HBP, mas que o seu médico não lhe fala das consequências desagradáveis na Virilidade masculina e muitas outras.



1) Espera/Observação: Em casos em que os sintomas da hiperplasia prostática são leves, os médicos podem recomendar uma abordagem de esperar e observar, muitas vezes pedindo para que os pacientes observem os sintomas da HPB antes de buscar outros tratamentos. 
Obs.: é o pior que pode fazer. O seu médico pode esperar para observar, mas você não deve. É importante que comece por optar por uma terapia nutricional eficaz, compensando a próstata com os nutrientes naturais que lhe estão faltando.


2) Medicamentos para a hiperplasia prostática: Os médicos muitas vezes receitam medicamentos (fármacos;drogas medicamentosas) para controlar os sintomas da hiperplasia prostática. Esses medicamentos incluem alfa-bloqueadores, que relaxam os músculos em volta do colo da bexiga, tornando o ato de urinar mais fácil, e inibidores de alfa-redutase, que servem para encolher o tamanho da próstata. 
Obs.: Todos eles causam efeitos colaterais muito desagradáveis e prejudiciais aos homens, como a falta de desejos sexual e a impotência. Muitos outros efeitos adversos acontecem, também, ao longo do tempo de toma destes fármacos. Eles agem como “castradores químicos”.Além disto, não curam, apenas controlam o problema eliminando apenas os sintomas.  Ora, os sintomas são as consequências e não as CAUSAS do problema.


3) Terapias de calor e micro-ondas: São tratamentos minimamente invasivos, que usam a energia de micro-ondas ou de calor para reduzir os sintomas apresentados por uma próstata aumentada. 
Obs.: também danificam a próstata, têm efeitos prejudiciais na atividade sexual do homem e não tratam o problema, apenas eliminam sintomas ( exactamente como os medicamentos).

4) Ressecção Transuretal da Próstata (RTUP): Este é um procedimento cirúrgico realizado para remover tecido da próstata aumentada. 
Obs.: O pior que se pode fazer. Corta-se um pedaço da próstata para que ele fique do tamanho normal! Isto é tratamento???
Não resolve o problema. A maioria do homens, se tudo correr bem, voltará á cirurgia entre 3 a 5 anos. Causa problemas pós-operatórios graves, como hemorragias frequentes, perda de sangue, ejaculação retrograda, impotência e incontinência, em grande parte dos homens. Muitos ficam usando fraldas para o resto da vida!!!!


5)Terapia a laser: Esta opção remove tecido obstrutivo da próstata pelo do uso de lasers de alta energia. 
Obs.: não tem eficácia definitiva  Passados alguns anos a próstata está de novo aumentada. Pode causar impotência sexual e problemas de incontinência urinária.


6)Stents prostáticos: Esta opção é reservada para aqueles pacientes que não são candidatos a tratamento cirúrgico e que apresentam retenção urinaria devido a uretra obstruída pelo aumento da próstata.
Obs.: causa dor e infecções urinárias, o que leva á toma constante de antibióticos que, por sua vez, trazem mais efeitos colaterais grave para todo o corpo, incluindo o enfraquecimento da flora intestinal o que põe em perigo todo o sistema imunológico. A probabilidade de começar a sofrer de doenças aumenta, incluindo doenças cancerígenas.


Tudo isto pode ser evitado e tratado pela Medicina Nutricional, ou seja, fornecendo à próstata os nutrientes que ela precisa para desinchar, com a toma diária de um suplemento anutricional especifico para ajudar a tratar a HBP e a evitar a cirurgia.
O mais conhecido é o SSP3-Forte, um produto natural fabricado na Europa, está no mercado desde 1995.

Com eficácia comprovada, tem “salvo”  muitos  homens da cirurgia, ao repor a próstata com os níveis normais de PSA e de tamanho.
O SSP3-Forte ajuda na manutenção da sua Próstata e Virilidade.
Para saber mais e como onde comprar, procure no Google: “SSP3-Forte”